Both are full of ample luminous content to supply a excellent night-time legibility, as well as their shape and replica watches size is large enough to offer the required contrast in daytime.
Top
economizar, dicas de viagem, viagem, viajar barato, viagem barata, hotel, restaurantes, mochilão, mochileiro

Quem é que não quer economizar na viagem para poder gastar e aproveitar com outras coisas? Certamente, todo mundo, não é?! Mas você não precisa mais sofrer pensando que vai gastar rios de dinheiro. Afinal, há formas de passear bastante dentro do seu budget!

Garanta uma viagem mais econômica

1. Evite a alta temporada

No vídeo com dicas para comprar passagens baratas, mencionei que o melhor financeiramente é viajar na baixa temporada. Expliquei os prós e contras de cada temporada e, além disso, o vídeo tá completinho com muitas informações! Mas em geral, viajar quando todos estão viajando, alem dos preços altos, geralmente têm muita muvuca. Algo que pode te estressar.

Portanto, é possível encontrar lugares legais, com clima bom em diferentes épocas do ano e que não são tão caros assim. Como resultado, os valores das passagens diminuem, pois a demanda cai.

2. Compre passagens aéreas por milhas

Se realmente quer economizar, o primeiro passo é se filiar aos programas de fidelidade das companhias aéreas. Sem dúvida, esta é uma das melhores coisas que você pode fazer! Dessa forma, você não terá que desembolsar uma grana na compra de passagens aéreas.

Empresas parceiras

Além disso, existem diversas formas de pontuar. Podem ser através do seu cartão de crédito como também usando serviço de empresas parceiras. Então vale a pena verificar se a bandeira que você usa te disponibiliza o serviço e quais empresas oferecem pontos.

Você sabe como funciona?

No entanto, é preciso aprender a usar as milhas ou pontos para que você faça o melhor uso deles. Para isso, veja esta live que fiz com o Fred Alves! Ele é expert em Milhas e ensina muitos macetes que irão te ajudar!

Como usar milhas?

Ademais, tentar viajar apenas com o essencial é primordial. Já que muitas companhias aéreas cobram pela mala de cargo e ninguém quer pagar excesso de bagagem, não é? Pensando nisso, separei dicas para que você monte uma mala mais eficiente. Portanto, aprenda como você pode viajar só com uma mala de mão!

3. Diminua os deslocamentos

Eu sou a favor de viagens que não tem muito pinga pinga, sabe? Ou seja, que tem muitos destinos ou escalas. Prefiro conhecer bem um lugar do que ir para vários e não conseguir conhecer quase nada por falta de tempo. Mas, se no seu roteiro você quer aproveitar ao máximo, existem duas formas que você pode encaixar uma cidade a mais sem perder o dia.

Open Jaw

O primeiro é conhecido como Open Jaw. Isso é quando você compra a passagem com a ida e volta por destinos diferentes. Ou seja, você chega por Paris e vai embora por Londres, por exemplo. Desta forma, você não perde tempo voltando até Paris para pegar o voo pra casa e ganha tempo para conhecer melhor ambas cidades.

Stopover

A segunda opção é chamada de Stopover, que é quando você faz uma conexão voluntária no mesmo bilhete com mais de 24 horas para destinos internacionais. Por exemplo, se você sai de São Paulo com destino à Paris, você pode ter uma parada em Londres. Dessa forma, você aproveita para conhecer a cidade sem custo adicional na passagem.

viajar é preciso, viagem, destino, viajando pelo mundo, #ondeestálili, #heyiamlili, turismo, roteiro de viagem, viajar, mochilão, mochilando, blog de viagem, economizar, viajando com low budget, viagem barata

Outra opção é se beneficiar de conexões longas. Se para o destino escolhido você tem que parar de qualquer forma, veja quais são as cidades disponíveis que gostaria de conhecer em poucas horas. Assim, escolha o voo que tiver o maior tempo de espera. Desta forma, você consegue sair e voltar para seguir viagem, ao invés de ficar sentado no aeroporto fazendo nada!

4. Opções de Hospedagem

Se você não tem nenhuma restrição, ficar em hostels é uma boa forma de economizar dinheiro. Muitos oferecem quartos privativos se você não desejar compartilhar com outras pessoas.Além disso, se você estiver em grupo, talvez valha a pena buscar outras opções como apartamentos e casas. Afinal, dividir a conta não é ruim, não é?

Ademais, em hotéis você pode verificar se o café-da-manhã pode ser opcional. Pelo Booking, você encontra muitas opções com preços acessíveis!



Booking.com

Existe uma outra opção que é se hospedar de graça. Você sabia disso? Contei mais sobre o couchsurfing quando o usei pela primeira vez na Finlândia. Embora você precise se cadastrar na plataforma, o registro é gratuito. Portanto, vale a pena para ter uma experiência bem local!

5. Coma como um local

Antes de mais nada, fuja de restaurantes ‘pega turista’. Em todo lugar existe e, normalmente, são os mais caros, com serviço meia boca e comida média ou ruim. Portanto, pesquise onde os locais comem e tenha uma experiência mais profunda da cidade. Procure as melhores dicas do lugar em blogs e guias gastronômicos.

Da mesma forma, evite consumir produtos do frigobar. Vai te custar o dobro do valor se comprar o mesmo produto no supermercado. Por isso, passar em um antes de voltar para o hotel é uma boa ideia. Você pode, inclusive, comprar garrafinhas de água para não ter que comprar ao longo do dia. Além disso, é permitido beber água da torneira em muitos destinos. Logo, você economiza até nas garrafinhas plásticas, pois consegue reciclá-las enchendo-as de água.

Se sua acomodação não oferece café-da-manhã, você também pode comprar algumas coisinhas e guardar na geladeira para comer antes de sair. Agora, se estiver incluso, tome um café reforçado para que te sustente por mais tempo =)

6. Use o transporte público

Uber ou taxis são mais cômodos, mas nem sempre a conta sai barata. Entretanto, muitas cidades tem um sistema de transporte público fantástico e que ainda oferecem passes para tempo determinado. Portanto, as vezes sai mais em barato comprar o passe semanal que pagar a passagem avulsa. Verifique antes da viagem como funciona o transporte no lugar e como você se deslocará do aeroporto até o centro. Dessa forma, sua chegada vai ser mais tranquila e mais econômica.

Por outro lado, se você estiver em grupo, talvez valha a pena ver os preços de aluguel de carro. Ainda mais se a cidade não tiver um bom sistema de transporte público ou as atrações ficarem muito distantes.

7. Use e abuse dos free walking tours

Em outro post, dei várias dicas de como montar o seu próprio roteiro. Assim, você pode incluir todos os passeios gratuitos que encontrar no lugar. Eu particularmente adoro os free walking tours. Afinal, são passeios guiados a pé e funcionam à base de gorjetas. Ou seja, você aprende sobre a cidade e paga o que achar que valeu. Assim, sai bem em conta!

Além disso, pesquise se têm dias em que os museus oferecem passe livre. Assim como os pontos turísticos que não cobram ingresso. Aproveite os parques, monumentos, prédios históricos, galerias de arte e tudo que estiver ao ar livre.

8. Planeje seus gastos

Quando você faz um planejamento, isso facilita a não perder o foco, sem gastar todo o dinheiro que levou e correr o risco de se aventurar no cartão de crédito. Portanto, antes da viagem faça uma lista de compras de coisas que você quer ou precisa. Dessa forma, você terá uma noção antes de ir de quanto cada coisa custa e quanto dinheiro vai gastar com isso. Ter essa informação vai te ajudar a planejar quanto dinheiro extra vai precisar para compras.

Da mesma forma, faça isso com qualquer atração ou restaurante que custe mais caro e que você queira fazer. Assim, você saberá quanto vai precisar trocar de moeda estrangeira para levar.

economizar, dicas de viagem, viagem, viajar barato, viagem barata, hotel, restaurantes, mochilão, mochileiro

Cartão de Crédito

Por outro lado, evite usar o cartão de crédito. A taxa cobrada de IOF é muito alta e nem sempre vale a pena. O melhor é trocar dinheiro e levar os travel money cards que são cartões pré-pagos que funcionam como debito. Além disso, há a opção de sacar dinheiro no caixa eletrônico do lugar. Porém, fique atento às taxas e se o local é seguro para que não clonem seu cartão.

No entanto, se você quiser comprar algo específico que precise ser pelo cartão de crédito, pesquise antes de ir quais as lojas que oferecem o melhor preço. Além disso, veja se é possível comprar pela internet e como funciona para entregar no local que estará hospedado. Desta forma, você economiza tempo e deslocamento.

Internet

Da mesma forma, não use o roaming do celular. Compre um chip local ou contrate um chip internacional com internet liberada antes de viajar. O blog é parceiro do Viaje Conectado que têm boas opções pra sua viagem! Aliás, também pesquise se a cidade tem wifi gratuíto pelas ruas. Muitos destinos disponibilizam isso para os viajantes!

Certamente, daqui pra frente você viajará mais e melhor!

Gostou das dicas?

post a comment