Both are full of ample luminous content to supply a excellent night-time legibility, as well as their shape and replica watches size is large enough to offer the required contrast in daytime.
Top
Estocolmo, Suécia, transporte público, metro, dicas de viagem

Estocolmo é lindo!

Passamos quase 5 dias em Estocolmo e agora ela tem um cantinho especial no meu coração! Têm tanta, mas tanta coisa para fazer e para ver, que me surpreendi positivamente. É um poço de história e o mais legal é que dá para fazer quase tudo a pé!

Estocolmo, Suécia, guia, guia de viagem, tour, dicas de viagem

Porque Estocolmo?

Estocolmo é a capital da Suécia e também a maior e mais importante cidade do país desde o século XIII. Tem quase dois milhões de habitantes, é banhada pelo Mar Báltico e é formada por 14 ilhas. Além disso, faz parte do Arquipélago de Estocolmo que consiste em mais de 30 mil ilhas, ilhotas e rochedos, sendo que apenas 200 deles são habitados. Guarda muita história e o nome da cidade surgiu da junção de duas palavras: Stock que quer dizer tronco de madeira e Holm, ilhota. Contei mais sobre isso no passeio que fizemos no primeiro dia!

Suécia - Estocolmo - guia de viagem - dicas de viagem - atrações

A parte antiga da cidade, Gamla Stan, faz parte do Patrimônio Mundia da UNESCO e guarda muita história pelas ruas e arquiteturas do bairro. É lá que também fica um dos melhores locais para ver o pôr-do-sol na cidade, a ponte do restaurante Gondolen. E, também, um dos restaurantes viking mais legais para conhecer, o Aifur. Neste, inclusive, vale a pena fazer reserva, porque está sempre lotado!

Não perca também a troca da guarda, de comer pretzels com nutella, tomar gelato na Kungsträdgården, de visitar o Museu do Prêmio Nobel e os tantos outros pela cidade, como do Vasa – que aliás é incrível! E, não fique só em Estocolmo. Faça um passeio pelo arquipélago e se encante com a beleza natural sueca. Nós visitamos a fortaleza de Vaxholm e foi maravilhoso!

Como chegar?

De avião

Estocolmo tem dois aeroportos. O de Arlanda que é o internacional e bem afastado da cidade, dá em torno 1h30 até o centro. Para sair dele, você pode pegar o trêm Arlanda Express, mas o valor é bem salgado. Se você não se importar em demorar um pouco mais, dá pra ir de transporte público. Neste caso você vai ter que pegar o ônibus 583 até a estação de Märsta e depois pegar o trêm 41 até a estação Estocolmo City.

Broma é um aeroporto menor e dependendo de onde você estiver hospedado vai levar quase uma hora também. Porém, para sair dele basta pegar o ônibus 112 até a estação de Spånga e depois o trêm 43 até a estação Estocolmo City. Nós chegamos por Arlanda e fomos embora por Broma. Sinceramente, o trajeto de Broma foi bem mais tranquilo!

Transporte Público

Nós optamos por comprar o passe semanal que custou em torno de €35 cada um, já com o cartão individual incluso. Saía mais em conta do que comprar avulso. Como nós nos hospedamos na casa de um amigo perto da Universidade de Estocolmo, não dava para ir a pé até o centro. Compramos no aeroporto mesmo, no balcão de informações.

Usar o transporte é muito tranquilo. O metrô funciona a noite toda, várias linhas de ônibus também e os pontos têm um monitor mostrando quanto tempo falta para cada um passar. Sem falar que o bilhete semanal inclui o ônibus, metrô, trêm, bonde e algumas balsas.

Para mais informações ou rotas, basta entrar no sl.se e averiguar!

Estocolmo, Suécia, transporte público, metro, dicas de viagem

Dinheiro

A Suécia é um país cash free, ou seja, ela praticamente não lida com espécie. São pouquíssimos os lugares que aceitam dinheiro e o melhor é ter um cartão internacional ou um travel card. Nós só sacamos dinheiro para dar a gorjeta dos guias e mesmo assim, um deles tinha uma maquininha de cartão disponível.

Internet

Um erro talvez que cometemos foi o de não comprar um chip. Aqui na Finlândia temos o 4G ilimitado e quando por algum motivo não funciona, temos wifi até no metrô de Helsinki. Acho que por isso, assumimos que seria parecido em Estocolmo, porém não foi bem assim. Existe uma rede de wifi na cidade, mas não funcionava direito. Às vezes não conectava, outras era muito lenta e assim perdemos a oportunidade de ficar mais conectados. Quando realmente precisávamos, ligávamos o nosso 4G finlandês ou buscávamos alguma loja ou cafeteria que disponibilizasse conexão gratuitamente.

Eu recomendo que comprem um chip em qualquer 7Eleven. Existem preços variados conforme a quantidade de gigabytes desejada. O chip para um plano pré-pago Fastpris Mini da Comviq, por exemplo, custa 95 coroas (em torno de €9,50) e te dá direito a 2GB. Existem outros planos diferentes que você pode escolher na hora. Além disso, precisa colocar crédito para poder utilizá-lo. Acredito que se você for ficar vários dias viajando pelo país, vale a pena o investimento.

Outra opção, principalmente se você viajará para outros países, é já sair do Brasil com um chip de internet funcionando como os da Viaje Conectado que o blog tem parceria. Desta forma, você nem precisa se preocupar quando chegar de viagem!

Onde se hospedar?

Quanto mais próximo ao centro, melhor ou em Gamla Stan. Nós ficamos na casa de um amigo, perto da Universidade de Estocolmo. A região era ótima, mas tivemos que pegar transporte público todos os dias. Neste caso, optamos por ficar mais longe, mas normalmente, preferimos ficar o mais próximo dos pontos turísticos para fazer o máximo de coisas a pé!



Booking.com

Não tem como você não se apaixonar por Estocolmo. Principalmente, se você for entre os meses de Maio a Agosto. Época que os dias ficam mais longos, o sol brilha no céu azul e a cidade vibra com as cores da primavera e alegria das pessoas na rua! Tenho certeza que você também vai se encantar!

post a comment